comentar
publicado por Helder, em 29.10.10 às 16:26link do post | favorito

Dois anos é muito tempo. Mesmo.

 

Em Outubro de 2008, quando tive a ideia de criar este blog, era eu um caloiro recém-chegado ao templo do saber que é a academia minhota. Era um ingénuo indivíduo que nada sabia do novo mundo em que havia caído subitamente, quase como a Alice cai na toca do coelho e encontra o País da Maravilhas. Mais coisa, menos coisa. O País das Maravilhas é um local que para um recém-chegado nada parece fazer sentido, digo ex-aequo da U. Minho.

 

Mas depois, fui-me “enturmando” como diriam os nossos compinchas do outro lado do oceano. E para tal, muito contribuiu os sagrados ritos da praxe académica. Por todos os seus aspectos menos agradáveis, a praxe tem uma grande benesse: a integração tanto apregoada pelos praxantes, funciona realmente. Pelo menos, comigo resultou. Falo assim, porque conhecendo o meu carácter reservado, melancólico e introvertido melhor que ninguém, duvido muito que conhecesse os meus colegas tão bem como agora conheço.

 

A vida continuou, o meu ano de caloiro já é uma memória distante que agora guardo com nostalgia. Depois, o meu sophomore year ou segundo ano, passou a correr e quando dou por mim, estou no 3º e último ano da Licenciatura em Biologia Aplicada e sou agora um Doutor praxante. Tudo isto parece saber bem ao ego, saber que já cheguei até aqui com um percurso não imaculado mas razoável ( as duas cadeiras em atraso atormentam-me ainda), mas contudo, tenho uma grande responsabilidade naquela que será uma das fases mais exigentes do meu percurso académico. Ora vejamos, projecto (dentro ou fora da universidade?), acabar todas as cadeiras com uma nota decente, fazer de nanny a uns meninos 2 anos mais novos que eu (ou por vezes ser o Mefistófeles das vidinhas deles!), escolher um bom mestrado e fazer os possíveis e impossíveis para não ir parar ao desemprego.

 

E acabo aqui este recapitular necessário para colmatar a minha ausência prolongada da blogosfera.

sinto-me: Nostálgico como de costume!
música: Potion approaching - Arctic Monkeys

comentar
publicado por Helder, em 28.10.10 às 18:29link do post | favorito

Olá. Resolvi voltar, depois de dois anos no limbo e de uma morte blogística prematura. É uma segunda tentativa de levar o meu pequeno projecto de regurgitamento intelectual criativo a bom porto. Desta feita com mais ímpeto do que outrora, porque, sejamos francos, algo correu terrivelmente mal da primeira vez.

O meu dilacerante espírito auto-critico -quiçá auto-destrutivo – levou a melhor sob a minha vontade. Depois da primeira entrada no blog, nenhum texto, crónica, desabafo era bom o suficiente para que me permitisse a partilhá-lo com o mundo. Elevei em demasia os meus standards e desisti da empreitada por completo; é o travo amargo do perfeccionismo a encurralar-me, epicura e estoicamente falando. Isso e a inevitável falta de tempo, a azáfama do quotidiano e o simples “não me apetece!”, levaram a que este blog se torna-se um nado morto.

Mas chega do passado. O Zeitgeist vai renascer das cinzas, qual fénix mitológica. Por quanto tempo, não sei. Não faço promessas, porque não sou político nem devoto de nossa senhora de Fátima.

 

Valete, fratres!

música: Down is the new up - Radiohead
sinto-me: Vivo!

mais sobre mim
Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
30

31


arquivos
pesquisar
 
blogs SAPO
subscrever feeds